Borbofeels

Quando nascemos, junto com nosso corpo nasce também um ser curioso dentro do estômago. Elas se desenvolvem conforme nossos sentimentos. Primeiro são compridas e um tanto desagradáveis visualmente. Com o tempo, e o amadurecimento, se prendem em um casulo feito por elas mesmas, e ficam ali até acharem que estão prontas para enfrentar o que vem pela frente. Quando o dia fatídico chega, destruindo seu casulo, mostram suas asas enfeitadas, deslumbrantes.

Borbofeels são uma espécie desconhecida pela maioria das pessoas. Se alojando no estomago, são movidas por sensações. Ficam aprisionadas ate que o individuo sinta coisas boas. Só então elas podem se libertar uma a uma. Ocorre uma agitação, todas voando ao mesmo tempo- sua chance de ver o mundo esta apenas nesse momento- Se esforçam para que consigam atingir a sincronia perfeita, e ser a privilegiada.

A única que consegue atingir a perfeição, sai invisivelmente pela boca, enquanto se é solto um riso. Dos risos se libertam borboletas. As que não são dignas, no momento, esperam pacientemente até a próximas sensação, gerando assim mais e mais seres curiosos e magníficos. Com sua força de vontade, querem liberdade, mas sabem que se não conseguiram dessa vez, se tentarem da próxima talvez de certo. Uma hora elas saem, e ai terão a certeza de que estarão realmente preparadas para voar livremente pelos jardins floridos,tão lindos.

Dentro de cada um existe um exercito de belas criaturinhas, aquelas que prezam e admiram plenamente a felicidade. Aquelas que mesmo aprisionadas, sabem que terão a hora certa para brilhar. Aquelas borboletas que não se vêem em casulos por ai, saem de dentro de nós. Somos baús de um tesouro da natureza. Deixe que seus insetos alados se libertem.


Quase 6 meses sem escrever nada, é isso mesmo? Como disse na postagem anterior, comecei faculdade. E como todos devem saber, é só correria. Estou de férias e consegui, finalmente, ler algumas coisas e assim me inspirar para conseguir elaborar algum texto novamente. Espero conseguir conciliar estudos com a escrita a partir de agora, mas não garanto nada. Tentei algumas vezes parar na frente do notbook para escrever, mas simplesmente não fluía. Espero que tenha agradado.Até breve. Ou até minhas próximas férias.

17 comentários que me fazem sorrir:

Gabriel Vilela disse...

Não me canso de ler seus textos, tanto que já repeti a dose algumas vezes de alguns. Minha borboletas te amam, porque só você consegue fazer elas saírem pra ver o mundo. Você é incrível garota. Minha garota.

Andreia Morais disse...

Que texto tão fantástico!

r: Muito, muito obrigada*

Juliana Ferreira disse...

Que texto maravilhoso e fantástico.

Beijos
http://pimentasdeacucar.blogspot.com.br/

Adriana Leandro disse...

O seu texto ficou ótimo. É o meu favorito. Seria bom que nossas borboletas se libertassem mais vezes. Bjus!

galerafashion.com

Camila Kellen disse...

Ai que postagem interessante, que post envolvente!
Primeira vez aqui, mas quero vir sempre <3
www.iamcamilakellen.blogspot.com

Camila Kellen disse...

Ai que postagem interessante, que post envolvente!
Primeira vez aqui, mas quero vir sempre <3
www.iamcamilakellen.blogspot.com

Pâmela Lepletier disse...

Gostei do texto!
Acho que é minha primeira vez aqui.
Espero que aproveite as férias amore, correria acaba com a gente né?
rs
Beijos!

Blog Pam Lepletier

Pérola disse...

Que a vida te sorria sempre.

Beijinhos

Nathalia Passarinho disse...

Caraka q massa!
Passamos pelo menos período em hiato haha
Sinto borboletas saindo de mim, como antes. Ótimo, é disso que gosto!

Nathalia Passarinho disse...

Quase me esquecendo, a imagem é incrivel!.
Melhor ilustrado de borboletas no estomago.

Mariane disse...

Texto fantástico! Adorei!
Um beijo

Dicas para Todas

Raíssa (: disse...

Vim conhecer seu cantinho, amei e já estou te seguindo :)
Parabéns pelo post, muito legal!

Sempre que tiver novidades, deixe um recadinho lá no blog.

beijinhos ;*
http://noostillo.blogspot.com.br/

Line Silva disse...

Que texto lindo, você escreve super bem, parabéns :D

http://confissoesdeumaaprendiz.blogspot.com.br/

Rafa Oliveira disse...

Belíssimo texto :)
E sucesso na faculdade :)

Páginas em Preto

Beijos

Suzana disse...

Mas também quando tu aparece não é em vão! Que lindo esse texto, é tão real! :')

Pérola disse...

Inspirador e bem escrito.

Beijinhos

Caroline Silva disse...

Ai que texto lindo!!!
Quero que as minhas borbofeels se libertem,
mas tá difícil, hehe.
Bj

simplesmentecarol.com