Sentir-se a pessoa mais feia e medrosa do mundo


Usamos guarda-chuvas para nos isolar do mundo. Levamos ele rente a nossa cabeça, como se fosse a casa que abriga a alma, escondendo de algum perigo qualquer que venha do céu. Levamos o abrigo para todo lado, escondemos nossas faces como se sentíssemos vergonha de quem passa a nosso lado. Vem o vento e leva o guarda-chuva, gritamos como um cão que é abandonado na praça mais longe de casa. Corremos para apanhá-lo, para que possamos mais uma vez temer a água gelada que poderia se tornar neve no natal, pena que é um mito, as crianças adorariam ver a cidade coberta por um branco doce e ingênuo. Quase enfiamos aquele tecido que não absorve dentro de nossos corpos para que, quem sabe, nos ternemos invisíveis e possamos andar por ai sem que ninguém olhe torto ou com o canto de olho, desprezível. A pedido de nossa mãe, precisamos parar no mercado que esta do outro lado da esquina, os carros nunca param de passar, e nós corremos quando aprendemos a voar, atravessamos a rua e agora para entrar lá dentro e comprar a mercadoria, é preciso desarmar o guarda-chuva. Deixando nossa proteção na porta, ao lado de fora, nos sentimos desprotegidos, como se agora sim, mesmo sem a chuva que nos queima a roupa, fossemos a criatura mais feia e medrosa do mundo.

18 comentários que me fazem sorrir:

RUDYNALVA disse...

Lari!
Interessante e reflexivo o texto, parabéns!

Adorei receber sua visita, é como se o arco íris brilhasse no meu dia ,obrigada! Retribuo sua atenção com todo meu carinho!

"Dê mais às pessoas, MAIS do que elas esperam, e faça com alegria. Lembre-se de que seu caráter é seu destino." (Dalai Lama)

Passando para desejar uma semana repleta de alegria!!!

Blogueiras Unidas 1275!

Luz , paz e amor no coração!
Cheirinhos
Rudy
BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

Juliana disse...

Adorei seu blog, muito fofo, muito boas as reflexões tb, seguindo!
Te convido a participar do sorteio que ta rolando no meu blog, de um Deslizante Térmico da Novix, te espero lá! bjos, Juliana

http://praquemamacabelo.blogspot.com.br/2012/11/super-sorteio-em-parceria-com-novix.html

Isabely Rodrigues disse...

É uma boa reflexão, amei.
http://fasesdegarota.blogspot.com.br

Jeferson Cardoso disse...

Lari, já tive uma relação conflituosa com os guarda chuvas, porém hoje estou bem para com eles. Convivemos em paz. Eles têm servido bem, sem tumultos ou conflitos. Lari, a propósito, por acaso, quer ver onde a coisa está russa?>>> O http://jefhcardoso.blogspot.com anseia por um comentário de sua parte. Abraço!

Léo Junniors disse...

Obrigado pela visitinha no meu blog!
Adorei os textos e estou seguindo. Um forte abraço!
http://dreamsloud.blogspot.com.br/

No Plural disse...

O texto me fez lembrar do quanto eu me sinto assim, refleti muito, mas sempre eu busco forças pra me sentir mais forte e corajosa para enfrentar a vida.
Beijos, Daniele.

Do blog >> No plural - Visite!

Ana Carolina disse...

Amei o texto, me identifiquei!

Beijoos!
simplesglamour.blogspot.com

Franciéle Romero Machado disse...

Adorei o texto, pois nos leva a uma reflexão e a pensar do quanto a insegurança pode pairar sobre alguém. Ótima referência em usar o guarda-chuva porque de fato ele nos tapa do mundo de certa forma, algo que não deixa medo, nem insegurança.

Explorar a liberdade do mundo pode ser algo sempre conflitante...

Abraço!
Boa Tarde.

Fran.R.Machado

Carol Bortolo disse...

mto obrigada.. tmb desejo a vc mtos anos d sucesso com seu blog.. agradeço a visita e os comentarios..bjos

http://quem-dera-ser-poeta.blogspot.com.br/

AquilesMarchel disse...

é preciso enfrentar o mundo la fora
estar no mundo e entrar na desproteção o tempo todo perdendo laços...

Wellington disse...

Maravilhoso..
vim conferir e adorei seu cantinho, ^^'
estou a te seguir, segue de volta??
bjos.. até mais!!!

Beatriz Karen Lopes disse...

Acho guarda-chuvas bonitos e muito, muito, desconfortáveis. Adoro chuva, mas toda vez que tenho que enfiar um guarda-chuva na mochila, conseqüentemente aumentado o peso que vou carregar, meu único desejo é arrumar uma capa de chuva, mesmo um amarela neon e bem chamativa. Sou o extremo da insegura, embora com o passar do tempo tenha aprendido a dissimular meu desconforto com relação ao resto do mundo... É difícil me sentir a vontade... No fundo eu quero uma mistura de indivisibilidade e o direito de observar as outras pessoas sem que elas me olhem estranho em recíproca.

Adorei o layout do blog, e o desenho da garotinha com o guarda-chuva. Ambos, muito charmosos!

Beijos ;*

Evelyn Jude disse...

Tudo o que voce diz tem sentido, quando paramos pra pensar é verdade. Um simples objeto nos mantem protegidos como uma arma, um colete a prova de balas

http://arquivosdevelyn.blogspot.com.br/

Luíza disse...

Lindo texto... Reflexivo. Tocante. Como todo texto seu ^^

Poderia dar uma olhada no blog da minha amiga, ela anda cabisbaixa dizendo que vai excluir o blog e tals...

http://omundoestranhodemathe.blogspot.com


Beijos, Luíza
http://luizaemseumundo.blogspot.com

SB - TT disse...

Olá!
Que bela a sua escrita !
Virei com mais tempo para apreciar melhor este seu cantinho fofo.
Já vou te seguir - muito sucesso!~
Beijos!
http://sweetbulunga.blogspot.pt

Rick disse...

Agridoce. Porém, bonito.

Acho que você sabe o quanto me identifico. Porque não é atoa que se vive Sem Guardas Chuvas naquele lugar onde eu escrevo. "_"

Sinto sua falta, até dos sms. Mais ainda estou sem celular. "_"

P.s. Roubei a foto. "_"

Kawã Galvão disse...

Moça, te indiquei em um meme la no blog,passa lá e confira, acho que vai gostar.
beijos s2

Carol Bortolo disse...

oi lari td bem? boa tarde!!
hj eu estava pesquisando em alguns sites templates q combine com meu probre blog rsrs. mas nao consigui encontrar um perfeito :(. vendo o seu eu percebi q vc tem mto bom gosto e é criativa.. entao vc pode me ajudar.. se vc tiver um face me add pra gente se falar, nao sei mas como eu faço rsrs.. bjos, aguardo sua resposta :)