Fogo no circo

Estava no circo com minha Irma mais nova, de 7 anos. Eu, já considerado homem, com meus 15 achando ser totalmente responsável, resolvi pedir para mamãe deixar que fossemos sozinhos.  Foi o pior dos meus pesadelos. Começou o show com palhaços, contando piadas, se esborrachando ao chão sem se machucarem. Sarinha ria escandalosamente, se divertia e dizia amá-los. Palhaços que aparentavam tão amigáveis. Segundo espetáculo foi dos equilibristas, com bolas enormes jogando para cima, isso até eu fazia. Depois as dançarinas lindas, com seus movimentos perfeitamente sincronizados, ensaiados.

Meia hora antes do desastre minha irmã me pediu que comprasse um pacote de pipoca, mandei que ela não saísse do lugar, que não movesse um músculo, o circo estava cheio e seria difícil achá-la novamente. Menina teimosa não obedeceu. Voltando com a pipoca, cadê? Fiquei doido desesperado procurando com os olhos, pra meu alivio vi ela conversando com o cara que vendia algodão-doce, sai em disparada. Quando cheguei perto dela dei uma bronca daquelas, seus olhinhos ate encheram de lagrimas, mas ai a abracei tão forte e disse em tom autoritário que nunca mais fizesse isso.

O show acabou com o mágico que nem crianças enganava, Sarinha vivia falando o que estava por trás dos truques, disse também que deveriam contratar outro, que tirasse coelhinhos da cartola. O fim do circo. O fim de nossas vidas. Todos aplaudindo e tirando suas bundas das bancadas, deixando suas porquices para trás, no chão todo sujo que depois provavelmente não seriam os palhaços porcos que limpariam. Minha maninha com seu grande sorriso no rosto, suas chiquinhas loiras levemente cacheadas em movimentos saltitantes. Ela dizia ‘quero vir amanha aqui, podemos maninho? Por favor!’ e essa foi a ultima vez que vi seus olhos castanhos brilhantes me olhando de perto.

Avistou os dois palhaços sentados em banquetas, saiu correndo em disparada na direção deles. Por que desgraça não segurei suas mãos? Ela os abraçou, conversou, e observei de longe, esperando que voltasse. Reparei que um dos dois tinha se levantado e foi para dentro do veiculo que estava parado logo atrás.

O mágico veio em minha direção, perguntando se eu queria comprar seu quit-magica por apenas 5 reais, vinha uma cartona, um coelho de pelúcia e uma varinha. Eu disse que não obrigada. Quando olhei novamente, vi Sarinha pela janela, sentada no colo do desgraçado, chorando desesperada, conseguia ler em seus lábios chamando meu nome. Corri em direção da kombi, como se pudesse alcançar. Eles iam rápido de mais. Me ajoelhei no chão, chorei. Levantei e fui até o mágico, xinguei ele de todos os nomes, dei um soco em sua cara, como se isso fosse salvar minha Irma. Corri para uma família de dois filhos, contei o que havia acontecido, eles imediatamente me colocaram dentro do carro e foram em direção que vi onde os palhaços-porcos tinham ido. Eles não estavam mais na visão, já era tarde de mais. Foi nesse momento que deixei de se eu, foi nessa hora que morri, quase literalmente. Tinham levado parte de mim, na verdade ela toda.


24 comentários que me fazem sorrir:

Andreza Hoffmann disse...

Emocionante.. adorei o texto!! Linda a ilustração s2 *-* Blog atualizado, desculpe o sumiço, beijinhos <3

Laura Bianca disse...

Ah poxa, quero um final melhor pra Sarinha... Me lembro de ter feito um texto na escola em que se não me engano o comecinho, a primeira frase era igual, seu texto também foi exercício ? Ou será que estou confundindo (srsrs).♥

PiinkCookie.blogspot.com

✿ chica disse...

Nooossa! Credo que situação embaraçada!!Imagino! Muito legal te ler!abração e para mandar um céu, só enviar pra rtazza@gmail.com, mandando o link do teu blog e teu nome,tá?
chica

Anne Lieri disse...

Lari,que triste o fim de sua história!Um texto pra ficar com medo de palhaços!...rss...bjs,

Suzana disse...

Doeu em mim! :/

Leeh Trindade disse...

Ainn muito triste esse final! :(

beeeijos,
Miss Sainha

Ives disse...

Olá! Amei o conto, com laivos reais de um circo distante, parabéns e um abração

Vera Lúcia disse...


Lari querida,

Que conto angustiante. Sofri com o irmão da Sarinha e torci desesperadamente para que ele a alcançasse antes de ser levada.
Apesar da tristeza do conto, ele foi muito bem escrito e serve de alerta, pois todo cuidado é pouco quando se trata de crianças, ainda mais num mundo agressivo e cheio de pedófilos.

Parabéns pela escrita envolvente.

Beijo.

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Un Texto lleno de acción y espectáculo y con un desenlace terrible, sorprendente y dramático.
Me ha gustado la forma en su desarrollo.
Abraços e Beijos.

Juliana disse...

Mesmo sendo triste é maravilhoso , amei o conto! Parabéns!
Beijos!

Unhas Clássicas e Modernas

Adriana Leandro disse...

Um texto triste, mas emocionante. Eu fiquei torcendo para que tudo ficasse bem. Pena que ela foi levada pelos palhaços. Com criança, todo cuidado é pouco. Bjus!

galerafashion.com

Re_becah disse...

Ai, que coisa! :/ Agonia! heheh
Adorei a ilustração :D

Muito obrigada por comentar no meu blog!
Sempre que atualizar me deixe um recado no meu blog! Vamos estar sempre em contato?
Me segue nessas redes sociais e me manda uma mensagem por lá que te sigo e todas elas:
Instagram: @re_becah

Canal do YT: youtube.com/blogdareh

Fanpage: facebook.com/blogdareh

Beeeijooos da Reh,

www.blogdareh.com.br

Aline Teles disse...

Poxa! Espero que o final da Sarinha não seja uma tragédia. Cuidar de uma criança não é uma tarefa NADA fácil. Exige muita responsabilidade e zelo. Muito bem escrito o texto. Beijos.

Andreza Hoffmann disse...

Olá, voltei!! Vim agradecer o carinho e avisar que o blog esta com novas publicações.. beijo! :)

Rafa Oliveira disse...

Oi,
Que texto bem escrito,só fiquei chateada com o desfecho da história:(

Páginas em Preto

Beijos

Silenciosamente ouvindo... disse...

Gostei imenso do texto deste seu
post.
Desejo-lhe uma Feliz Páscoa.
Bj.
Irene Alves

Anne Lieri disse...

Lari,essa eu já tinha lido mas passei pra desejar uma boa Pascoa pra vc,amiga! bjs,

รяª Nathalia disse...

OMH!
Motivos aplausíveis por eu não gostar de palhaços.

ótimo escrito!

Camilla ♥ disse...

Minha mãe tem medo de palhaços, D:Mas adoro o jeito como tu escreve, garota!

Beijos! http://sugar-dance.org/blog

Suzana disse...

Passando para retribuir a visita :3 Quando tiver post novo avisa, tá? bjs <3

Bárbara Ximenes ★ disse...

Você escreve muito bem.
the-insanegirl.blogspot.com.br

Silenciosamente ouvindo... disse...

É um texto triste mas simultaneamente belo.
Eu gostei muito de o ler.
Desejo que esteja bem.
Bj.
Irene Alves

Pâm disse...

Que triste! :'(

Bjinhos ;*
Pâm

Nathy Alcantara disse...

Estava com saudade dos seus textos... Não vou nem perguntar se aconteceu de verdade porque da ultima vez paguei maior mico, já que era ficção... Adorei muito. Muito Lindo Flor!
Beijo :3
http://asalvarmomentos.blogspot.com.br/